segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Wrecking ball

Não quero você dizendo que a gente se perdeu por minha culpa. Porque eu não cuidei. Não quero nunca que você diga que eu simplesmente fui embora.. Eu não fui. Ainda tô aqui. Sempre estive. E meu sentimento não mudou, só amadureceu. Assim como você e eu. Você nunca foi moleque e agora depois dos 20 quer ficar de birra e dizer que não entende. Você nunca foi moleque, mas sempre sentiu tudo tão à flor da pele.. Você sabe que mesmo assim, tudo à nossa volta mudou. A gente só não soube encaixar uma amizade que já existia às vidas que agora a gente tem. Mas isso tem concerto. Você sabe que sim.. E sabe que não precisa me tratar assim. Apesar disso, entendo que você esteja machucado. Eu estava errada em achar que podia te dizer tudo o que eu disse sem que você se afastasse de mim e não tenho desculpas ou justificativas que me ajudem a te enfrentar, só posso continuar a repetir pra você o que eu tenho dito de mim mesma há tanto tempo. Eu sou impulsiva e acho que me preocupo demais em agradar alguém que não eu mesma ou meu Deus. Eu quero você perto de mim e sei que não demonstrei muito, mas mesmo depois de dois anos eu ainda tento aprender a conciliar uma amizade tão como a nossa com um amor tão como o que eu tenho agora. Que é muito diferente do que o que eu tinha antes, mas que é tão melhor.. Eu queria tanto que você pudesse ver isso, o quanto agora a minha poesia é muito mais saudável. Lembra da minha poesia? Isso aqui tá cheio dela e meu coração aperta de pensar que talvez você prefira quem eu era antes.. Eu ainda não sou exatamente quem eu nasci pra ser e talvez eu morra antes de conseguir ser, mas queria muito que você me acompanhasse. E não quero que seja de longe, não me importa o quanto é bonito dizer que quer uma pessoa mesmo que seja a distância. Não precisa ser bonito, só precisa ser. A gente tá tão diferente..



E.

Nenhum comentário: